Blog Nathfarma

Compulsão por doces: como tratar a vontade de comer doces?

Quem não adora comer um docinho assim, logo depois do almoço? Mas e quando esse desejo tão inocente e que remete aos melhores tempos da infância se torna um problema de saúde, como a compulsão por doces?

Todo mundo sabe que é o exercício da moderação que mantém a nossa saúde sempre em dia. No entanto, com a pandemia causada pelo novo Coronavírus, também aumentaram os casos de algo bem diferente do que é a moderação: a compulsão por doces.

Vem cá saber um pouco mais sobre esse tema e como você pode procurar ajuda caso desconfie de que sua vontade de comer doces está um pouco fora do que seria considerado normal. Ou, sobretudo, saudável.

Compulsão alimentar por doces: o que pode ser?

A compulsão por doces pode estar ligada tanto a causas fisiológicas quanto a causas emocionais e, seja por uma questão, seja por outra, pode causar muito sofrimento físico e mental para quem experimenta episódios em que a vontade de comer doce se torna incontrolável e incontornável.

Assim, podemos explorar diferentes causas, tais como:

Saiba mais: Remédio natural para a pele: quais os melhores anti envelhecimento?

Ansiedade

A ansiedade é um distúrbio emocional muito comum do nosso tempo e requer cuidado e acompanhamento médico para que não se torne um problema com o qual fica cada vez mais difícil de lidar.

Ela pode se manifestar pela aceleração física e mental, que nos coloca sempre um passo à frente de diversas situações, sempre projetando cenários que podem ou não se realizar.

Muitas pessoas ansiosas encontram conforto na ingestão de comida, sobretudo doces. Se você, de forma repentina, passar a notar que seu corpo e sua mente aceleram demais quando você sente vontade de comer doces, a sua compulsão por doces pode sim estar relacionada a esse quadro emocional.

Má alimentação

A má alimentação é outra manifestação clara e mais do que evidente para a compulsão por doces e a explicação é realmente muito simples.

Veja: nosso corpo foi biologicamente desenvolvido para buscarmos por duas coisas fundamentais para a nossa sobrevivência em um estado ainda primitivo, a gordura e o carboidrato.

À medida que fornecemos apenas essa classe de alimentos para nosso corpo, mais disso ele exigirá em retorno. Assim, quanto pior for nosso hábito alimentar, pior tenderá a ser a nossa vontade de comer doces.

Diabetes

O “desespero” por comer doces pode estar relacionado à resistência à insulina, hormônio que é produzido em nosso pâncreas e que faz com que a glicose entre em nossas células, fornecendo energia para o nosso corpo.

Quando apresentamos resistência à insulina, nosso corpo exige cada vez mais alimentos com alto teor energético para que possa cumprir seu papel de fornecer energia para que tudo funcione de forma correta.

Assim, a compulsão por doces pode não só criar um quadro de diabetes, mas ser um indício de que ela já está instaurada em nosso corpo.

Saiba mais: Inibidor de apetite natural: quais são as melhores opções do mercado?

Outras doenças

Carência de vitaminas, sobretudo a D, pode causar também no corpo esse maior desejo pelo consumo de doces. Por conta disso, é fundamental que, mais do que procurar um médico quando você sente que algo não vai bem, você tenha acompanhamento clínico de qualidade.

Isso pode ser feito até mesmo pela UBS que com certeza existe no seu bairro, de forma gratuita e pelo SUS. Busque seu posto de saúde mais próximo, fale com um médico e peça uma bateria de exames de sangue para identificar esse tipo de carência que se tornou ainda mais comum durante a pandemia

Como identificar a compulsão por doces?

A compulsão por doces pode ser identificada de forma bastante simples. Ela é exatamente aquilo que poderíamos sentir em relação ao cigarro ou mesmo ao álcool: é mais do que uma vontade. É uma necessidade.

Uma vez que você identifique sintomas de nervosismo, de estresse ou mesmo de angústia ao não consumir um docinho, saiba: esse é um sinal de alerta muito importante para que você busque ajuda clínica. 

Saiba mais: Como aumentar imunidade: dicas para fortalecer o organismo

Como tratar compulsão alimentar por doces?

Atualmente é possível ter acesso a diversos tipos de tratamento para a compulsão alimentar e, ainda, para a compulsão por doces. Confira quais são eles:

Tratamento psicológico

Tratamento psicológico é algo que deve ser feito sempre, em qualquer situação da nossa vida. Sobretudo aquelas, por óbvio, despertam mais atenção, como em casos em que a compulsão se faz presente.

Assim, ao perceber que você se sente ansioso, nervoso, estressado ou mesmo deprimido ao não comer doces, procure mesmo por ajuda psicológica. É possível, por meio das mais diferentes terapias, identificar as causas desse sintoma e tratá-las.

Medicações

Alguns medicamentos também contribuem com a restauração da qualidade de vida e do bem-estar emocional de quem apresenta a compulsão por doces em alguma etapa da vida.

No entanto, é sempre muito importante que você tenha acompanhamento psiquiátrico para utilizar essas medicações. 

Como evitar novos episódios de compulsão por doces?

A melhor forma de evitar episódios de compulsão por doces é garantindo que você poderá desfrutar de bem-estar emocional e físico. 

Portanto, é sempre fundamental ter acompanhamento médico em todas as situações de saúde que você enfrentar ao longo da sua vida, sempre buscando por profissionais qualificados e experientes em casos de compulsão por doces ou compulsão alimentar.

Saiba mais: Melhor remédio manipulado para emagrecer: conheça as melhores fórmulas do mercado

Vontade de comer doce x compulsão alimentar: saiba diferenciar

A vontade de comer doce é totalmente normal. Doce é gostoso e nosso corpo ama receber uma dose extra de energia. 

No entanto, a compulsão alimentar é um assunto bem diferente, sobretudo por se tratar de um episódio em que o nosso corpo e a nossa mente demandam de forma feroz por mais alimento.

Isso pode estar relacionado a diversas condições de saúde e é fundamental que se tenha acompanhamento médico nessas situações. 

Saiba mais: Remédio natural para dormir: quando tomar e quais os melhores?

Procure um endocrinologista

Buscar o apoio de um endocrinologista é outro ponto fundamental do tratamento de compulsão alimentar ou por compulsão por doces. 

Com o apoio desse médico você poderá analisar se houveram impactos negativos na sua saúde, provocados pelo período de compulsão e a necessidade de tratá-los adequadamente.

Precisa de ajuda extra para controlar seu apetite? Conheça agora o inibidor de apetite manipulado desenvolvido pela NathFarma!

Conclusão

Todo mundo adora comer um docinho de vez em quando e existem até mesmo aquelas pessoas que se assumem como chocólatras. 

No entanto, é muito importante saber diferenciar o que é vontade e o que é compulsão por doces, que pode causar sérios danos à nossa saúde. 

Portanto, ao identificar qualquer sinal de vontade descontrolada de comer docinhos, procure mesmo ajuda médica!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow by Email
Instagram
Rolar para cima