Blog Nathfarma

Alopatia

Alopatia: Afinal, será que ela é melhor do que a homeopatia?

A alopatia é, culturalmente, a forma de medicação que mais está presente em nossas vidas, o que não significa, no entanto, que seja esse o único formato disponível de tratamentos e de cura. Saiba, hoje, o que é a alopatia!

Se você tem por hábito consumir alguns medicamentos quando sente, por exemplo, dores musculares, dores de cabeça ou, até mesmo, problemas estomacais, você está inserido em um contexto alopático.

Tradicionalmente, esse é o modelo de medicação que mais se utiliza no Brasil, o que não quer dizer, no entanto, que seja essa a única possibilidade para o tratamento de saúde. 

Para além da alopatia existem muitas outras formas de medicação que podem ser tão eficientes quanto esse método mais tradicional no Brasil, mais simples de se utilizar e, até mesmo, mais baratos.

Conheça, hoje, tudo sobre a alopatia e o que você pode fazer como uma alternativa para essa forma de medicação!

O que é alopatia?

O que é alopatia?

A alopatia é a medicina tradicional, baseada no cuidado do corpo pautado por aquilo que contradiz o sintoma que o paciente declara ao seu médico.

Tomando como exemplo, digamos que alguém manifeste dores musculares intensas e busque ajuda médica para o seu tratamento. 

O médico, por sua vez, não irá receitar um medicamento que reduza processos inflamatórios do corpo como uma forma preventiva e, sim, um medicamento anti-inflamatório que irá agir sobre aquele determinado sintoma. 

Da mesma forma ocorreria caso um paciente manifestasse febre intensa. Ao invés de prescrever medicamentos que aumentem a imunidade do paciente, um antitérmico seria aquele receitado, tratando os efeitos de uma infecção de forma rápida e eficiente.

Diante desses dois exemplos fictícios, podemos compreender que a medicina em sua forma tradicional, alopática, baseia-se no exercício daquilo que é contrário ao sintoma: para tratar um sintoma, o medicamento alopático é, portanto, o seu contrário.

Como são fabricados os medicamentos alopáticos?

Os medicamentos alopáticos podem ser tanto industrializados quanto manipulados, sendo, portanto, exatamente iguais para todas as pessoas que irão fazer o seu consumo.

Ainda que possam variar em dosagens e em quantidade, esses medicamentos que são facilmente encontrados em farmácias são sempre os mesmos, independente do laboratório que possa fabricá-lo. 

Naturalmente, existem diversos tipos de medicamentos alopáticos, cada um com a sua própria função e, ainda, existe uma grande variedade de droga para tratar uma única doença ou sintoma.

Assim, a quantidade de drogas e combinações possíveis é bastante numerosa, sendo o médico a figura que pode indicar qual aquela combinação que pode ser a melhor para o tratamento de saúde de uma pessoa, dadas as suas particularidades como idade, sexo e condição de saúde em geral.

Saiba mais: Remédio para compulsão alimentar: quando é indicado tomar?

Quais as vantagens da alopatia?

Quais as vantagens da alopatia?

Certamente uma das principais vantagens da alopatia está relacionada à grande quantidade de opções de medicamentos existentes e na possibilidade de combiná-los de acordo com a necessidade de um determinado paciente.

Dessa forma, ainda que os alopáticos sempre sejam exatamente iguais para todo mundo, é possível fazer combinações únicas, que possam contribuir com o tratamento de saúde de um paciente de forma rápida e bastante efetiva.

Além disso, a alopatia, por se tratar da medicina tradicional que visa a atenuação dos sintomas que um indivíduo manifesta, busca de forma bastante eficaz a restauração da qualidade de vida de forma rápida.

Mas, será que existem riscos na medicina alopática?

Os riscos relacionados à alopatia são variados e vão desde o vício em medicamentos até às alergias fatais e todas as pessoas estão sujeitas a esses efeitos da medicação, bem como à redução gradual dos seus efeitos conforme o uso se torna mais frequente.

Por conta disso, é fundamental que os riscos sejam sempre analisados com seriedade e severidade por conta do médico que irá prescrever um alopático, sobretudo para mensurar se o benefício que se encontra na medicação pode ser maior do que o risco ao qual está submetido quem a consome. 

Saiba mais: Orlistate emagrece? Descubra quem pode tomar e os cuidados

Qual é a diferença entre alopatia e homeopatia?

Qual é a diferença entre alopatia e homeopatia?

Enquanto a alopatia pode ser compreendida como o exercício dos contrários, a homeopatia pode ser compreendida como exercício das semelhanças.

Na alopatia o médico se concentra na cura por meio daquilo que é contrário à doença, como no caso que tratamos da febre, em que é receitado um antitérmico.

Já na homeopatia, o que se busca é que o corpo, por si só, ganhe ferramentas para combater o estado febril, com medicamentos que possam causar sintomas que são parecidos com o que o paciente apresenta como queixa.

No caso da febre, ao invés de algo que cesse o estado febril, um médico homeopata poderia receitar um medicamento homeopático termogênico, que poderia induzir o corpo a combater a febre por si só. 

Tratamentos homeopático e alopáticos podem ser feitos juntos?

As duas formas de tratamento da saúde podem ser complementares uma à outra e, ao contrário do que se pensa, não são mutuamente excludentes. 

Isso é dito por uma única razão: não podemos combater as doenças apenas tratando seus sintomas. 

Temos de fazer com que o nosso corpo possa reagir aos sintomas que as doenças causam com as suas próprias ferramentas, reduzindo, assim, a necessidade de medicação e de episódios em que ficamos doentes.

Saiba mais: Dor na articulação: o que é, quais as causas e como tratar

Tratamento homeopático

Alopatia e homeopatia: afinal, qual é melhor?

Não há razão para que se eleja uma ou outra forma de tratamento de saúde como a melhor ou como a pior, sobretudo porque, conforme falamos, a alopatia e a homeopatia são complementares.

Enquanto uma trata o sintoma em si, a outra pode vir à baila dando ao corpo ferramentas para que não adoeça.

Assim, fortificando-se mutuamente, o que interessa de verdade é que ambas possam cumprir com seu papel de cuidado e de promoção da saúde humana.

Na NathFarma você pode encontrar medicamentos homeopáticos que contribuem com a sua saúde de forma única e até mesmo manipular a sua receita homeopática e alopática!

Conclusão

A alopatia é a medicina tradicional, conforme a reconhecemos, com seus medicamentos e baseada no tratamento dos sintomas que um paciente pode vir a apresentar.

Como forma oposta e complementar a ela, a homeopatia é uma forma de medicação baseada na cura do corpo como um todo, visando conceder a ele ferramentas para lidar com suas próprias complicações de saúde.

Sempre complementares e nunca excludentes, essas duas maneiras de tratar a saúde humana são excepcionais e devem sempre ser pautadas pelo bem-estar e pela qualidade de vida do paciente. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow by Email
Instagram
Rolar para cima